Logotipo - Wirutex
Foto - EXTRAINDO O MÁXIMO DO SEU ROUTER E NESTING

EXTRAINDO O MÁXIMO DO SEU ROUTER E NESTING

18/04/2022    Nenhum comentário

Por Anderson Rios Consultoria e Basso/Wirutex 

Para iniciarmos um bate-papo sobre routers e nestings precisamos antes falar antes sobre inovação. 

Pode parecer uma afirmação um tanto quanto abstrata, porém, caso tenhamos que definir o que é inovação no mercado moveleiro sempre vamos esbarrar num imenso ponto de interrogação. Isso ocorre porque as mudanças tem acontecido em espaços de tempo cada vez mais curtos. Parafraseando, Peter Drucker “inovação é a mudança de comportamento de agentes, no mercado, como fornecedores e consumidores”. 

Quando um mercado realmente está mudando, ele precisa acontecer impulsionada por fornecedores, que nesse caso, são responsáveis por introduzir novas tecnologias, porém, se o consumidor não entender que a mudança, ou inovação, é realmente útil, ele não vai sair da sua zona de conforto. 

Routers e/ou nestings não são propriamente novidades no mercado de móveis sob medida, porém, só agora os donos de marcenaria conseguem enxergar todas as vantagens em agregar essas maquinas nas suas marcenarias. 

A palavra router tem a ver com a ferramenta e a palavra nesting tem a ver com o processo de cálculo. Então, podemos afirmar que toda router em suma será uma nesting. Mas seria correto afirmar que toda router vai atender o mercado de móveis sob medida? Claro que não! 

Existem diversos tipos de routers para diversas finalidades, que vão desde aquelas com corte a laser, como as com troca automática de ferramentas. Existem routers com dimensões diferentes para atender necessidades diferentes de material a ser usinado. Mas trazendo para o mercado de móveis sob medida alguns fatores são fundamentais para quem busca produtividade e versatilidade; vou me ater àqueles fatores principais a observar. 

Potência do cabeçote é uma característica muito importante a se observar nas routers. Uma router que opera com um cabeçote ou spindle de baixa potência fará com que as operações de corte ocorram com velocidades menores diminuindo muito a produtividade. 

Bomba de vácuo - de preferência para routers que possuam uma bomba de vácuo com no mínimo 520 mbar de pressão. Isso fará com que seu equipamento trabalhe com velocidades de avanço maiores mesmo quando peças com pequenas dimensões sejam cortadas. Já existem hoje no mercado, equipamentos com sistema five-action que trabalham não com uma, porém duas bombas de vácuo onde uma fixa a chapa e a outra tem seus sistemas de sucções distribuídos em áreas na chapa e à medida que a ferramenta percorre a mesa as áreas de vácuo da segunda bomba são acionadas possibilitando um grande ganho na fixação das peças. 

Comando numérico - máquinas que operam por comandos CNC costumam ser mais precisas do que as maquinas que trabalham com o sistema operacional padrão. Na hora da compra verifique se a sua router trabalha com comando numérico.

Outro destaque é a importância da troca automática de ferramentas, para levar mais versatilidade e agilidade a produção, principalmente se tratando de móveis planejados, com valor agregado. Sem a troca automática, torna-se mais difícil e oneroso fazer detalhes e acabamentos que podem ser o seu diferencial competitivo no mercado.

Diferencial na ponta

Uma ferramenta de qualidade é o fator determinante tanto na produtividade quanto na qualidade dos cortes, furos, rebaixos que serão feitos na router. Quando falamos de qualidade, estamos falando da ferramenta em si, mas também se ela está bem dimensionada, aliada a um sistema de fixação eficiente e um cabeçote potente trarão muita produtividade a sua empresa. Dê preferência a ferramentas diamantadas, que no primeiro momento podem parecer mais caras, mas se mostraram muito econômicas quando analisamos a durabilidade em relação às ferramentas de metal duro / videa.

Hoje, cada vez mais, marcenarias optam em adquirir routers em detrimento da dupla seccionadora de pinças e centro de furação. Seja pela facilidade de obter no mesmo equipamento corte, rasgo, furação e usinagens completas; seja pela possibilidade de se trabalhar com apenas um operador. 

O fator espaço físico também pode ser determinante. Se por um lado a seccionadora irá cortar um volume maior de chapas e o centro de furação irá furar um pouco mais rápido, a operação router tornara o processo mais rápido e, portanto, mais barato haja visto que a dupla seccionadora e centro de furação precisará de 2 operadores cada e terá um espaço de tempo entre a operação corte, seccionadora e as operações rasgo, furação rebaixos no centro de furação. 

Com base nestes dados, entendemos que as CNCs e Nestings já são uma realidade no Setor Moveleiro e principalmente no mercado de planejados e sob medida. Essa junção entre versatilidade de usinagem e economia de mão de obra faz com que CNC agregue um valor inestimável a qualquer fábrica de móveis, desde a grande indústria até a pequena e média marcenaria. 



Galeria de Fotos





Comentários

Preencha todos os campos, por favor.

Seja o primeiro a comentar este post!